Diário Sintonia
Araxaense na lista de livros mais vendidos no Fliaraxá
Por Janaina Silva
25 de junho de 2019

80 mil livros foram expostos em duas livrarias

 

Na web, com cobertura em tempo real, o instagram do festival literário de Araxá teve um aumento de 2.197 seguidores nos dias do evento, 21.704 visualizações do perfil, 1.235.238 impressões e um alcance de 413.757. Os acessos ao site somaram 148.726. No Youtube do Fliaraxá estão vídeos com os melhores momentos do evento.

 

Duas livrarias levaram juntas cerca de 80 mil exemplares de livros para o festival. A Blooks que ocupou o salão principal e, a Nobel, privilegiou a produção literária local. Na primeira a lista dos mais vendidos: As Mais Belas Coisas do Mundo – Valter Hugo Mãe; Nem Anjos Nem Demônios – Monja Coen; Olhos D’ Água – Conceição Evaristo; Contos de Cães e Maus Lobos – Valter Hugo Mãe; Desta Terra Nada Vai Sobrar – Inácio de Loyola Brandão; Sociedade dos Sonhadores Involuntários – José Eduardo Agualusa; Tudo é Rio – Carla Madeira; Ser Republicano no Brasil Colonial – Heloisa Starling; Arte de Ser Leve – Leila Ferreira; As Fantásticas Aventuras da Vovó Moderna – Leo Cunha e Marta Lagarta.

 

Na livraria araxaense outra araxaense em primeiro lugar, entre os 10 livros mais vendidos. Florescer – Melina Costa Veríssimo; Pedro, O Pequeno Grande Príncipe – Karol Cordeiro; O Quarto da Memória – Mara Senna; Beijar Na Boca Não Pode – Renato Muniz B. Carvalho; Dona Sabedoria – Fábio Ribeiro; Terra da Dificulidade – Fernanda Oliveira; Aquarela de Aldravias – Vilma Cunha; Espiritualidade e Coaching – Padre Jovandir; Pedroca, O Menino Que Sabia Voar – Karol Cordeiro; Gertrude Sabe Tudo – Rafael Nolli.