Diário Sintonia
Auditorias comprovam segurança do sistema eletrônico de votação
Por Janaina Silva
19 de novembro de 2020

 

No último domingo (15), quando aconteceu o 1º turno das Eleições 2020, diversos procedimentos realizados nas seções eleitorais e na sede do TRE-MG mostraram que o sistema eletrônico de votação adotado no Brasil é seguro e confiável. Quando são preparadas com o software de votação e os dados de candidatos e eleitores, as urnas recebem diversos lacres, que impedem que elas sejam manipuladas antes do dia da eleição. Em todas as 44.342 seções eleitorais de Minas Gerais, antes de iniciar a votação os mesários conferiram esses lacres, para certificar que a urna não estava violada. Em seguida, imprimiram a zerésima, documento que mostra que não há nenhum voto registrado naquela urna eletrônica antes de iniciar a votação.

 

No encerramento da votação, em cada seção eleitoral é emitido o boletim de urna, um extrato dos votos que foram depositados para cada candidato e cada legenda, sem fazer nenhuma correspondência entre o eleitor e o voto. O BU também informa qual seção eleitoral o emitiu, qual urna e ainda o número de eleitores que compareceram e votaram.

 

São impressas cinco vias do Boletim de Urna, que são assinadas pelo presidente da seção eleitoral e por representantes ou fiscais dos partidos políticos presentes. Uma é afixada na porta da seção, para dar publicidade ao resultado; três são juntadas à ata da seção e encaminhadas ao cartório eleitoral; e a última via é entregue aos representantes ou fiscais dos partidos que estejam presentes. Todas as vias têm um QR code, que pode ser registrado por qualquer pessoa com o auxílio do aplicativo Boletim na Mão, da Justiça Eleitoral.

 

Os boletins lidos pelos eleitores com o aplicativo podem, depois, ser comparados com o resultado de cada seção eleitoral, que já está disponível no site do TSE. Basta selecionar “Eleição ordinária 2020 – 1º turno”, e no tipo de consulta, Boletim de Urnas. Em seguida, indicar o estado, município, zona eleitoral e seção eleitoral.