Araxá, sbado, 16 de dezembro de 2017 - 22 h 15 min

Programa “Arrumação” comemora 30 anos com gravação especial em Araxá

28/novembro/2017 14:07

Exibido pela TV Sintonia – Rede Minas, o programa será gravado nesta quinta (30).

A equipe do programa “Arrumação”, de Saulo Laranjeira, desembarca em Araxá para comemorar 30 anos no ar. A gravação será nesta quinta-feira (30/11), às 19h, com convidados araxaenses, no Teatro Municipal.  A entrada é gratuita e os convites devem ser retirados uma hora antes da gravação.

O Arrumação é exibido aos domingos, às 11h da manhã, com reprises às quartas-feiras 23h pela TV Sintonia – Afiliada Rede Minas de Belo Horizonte. O Programa é um dos principais espaços de divulgação, fruição e valorização da diversidade artístico cultural brasileira em Minas Gerais.

FLYER-virtual-ARAXA


Fliaraxá termina com recorde de público

20/novembro/2017 14:42

Mais de 25 mil pessoas passaram pelo Festival Literário de Araxá que recebeu 80 autores e ofereceu 125 atividades nos cinco dias do evento

 

O Fliaraxá 2017 termina com recorde de público. Ao todo, 25.776 pessoas passaram pelo evento. O festival que aconteceu, pela primeira vez, no Tauá Grande Hotel de Araxá teve 125 atividades entre oficinas, teatro, Diálogos em Espiral, painéis, lançamento de livros, sessão de autógrafos, shows, sarau, grafite ao vivo, escultura em balão e muito mais.

Nesse ano, o tema foi “Língua, Leitura e Utopia” e 80 autores passaram pelo evento, entre nacionais e internacionais, inclusive o escritor homenageado, Mia Couto. O moçambicano participou de Diálogos em Espiral, entregou troféus aos vencedores do Prêmio de Redação Maria Amália Dumont “Literatura Nas Escolas”, e distribuiu autógrafos. Sobre o tema do VI Fliaraxá, Mia diz: “São três vértices que se encontram, fazem um movimento giratório e constroem um mundo melhor”. Ele entende que a utopia está em boa parte de sua obra, sobretudo em seu livro mais recente, “A Espada e a Azagaia”. “O conceito carrega o simbolismo da linha do horizonte, onde se avista o que idealizamos”. Além dele, outros escritores da literatura lusófona marcaram presença, como José Luís Peixoto e Ondjaki.

Segundo o curador e idealizador do Festival, Afonso Borges, mais do que celebrar a língua, a leitura e a literatura, ele considera o evento um relevante promotor da cidade, principalmente por levar, de forma gratuita, conteúdo e entretenimento aos moradores, especialmente aos jovens e crianças. “É gratificante perceber que o nosso trabalho está fortalecendo uma nova geração de leitores, que está alcançando nosso principal objetivo”, destaca. Metade dos visitantes do evento nesse ano são crianças e jovens.

Nesta edição, o Fliaraxá trouxe nomes como Pedro Cardoso, que falou para o público sobre seu primeiro romance: “O Livro dos Títulos”; Fernanda Takai, que lançou a edição impressa do e-book: “O Cabelo da Menina”; Bruna Lombardi, que conversou sobre “Língua, Leitura e Utopia”, com o escritor Mia Couto; Valéria Vieira, que autografou “O Tempero do Mundo”, e Cláudio Prado, com seus “Delírios Utópicos”.

Além deles, estiveram no festival os brasileiros: Zuenir Ventura, J. Borges, Carlos Herculano Lopes, Luiz Ruffato, Leila Ferreira, Ana Maria Gonçalves, Ana Paula Maia, Andrea Zamorano, Carlos Marcelo, Cristovão Tezza, Isabela Noronha, Lucrecia Zappi, Daniella Zupo, Marcia Tiburi, Paulo Scott, Roberto Lima, Pedro Muriel, Jose Luis Goldfarb, Claudia Giannetti, Sergio Abranches, Sergio Rodrigues e José Santos.

O público infanto-juvenil também se divertiu com uma programação exclusiva, com a presença dos mascotes do Fliaraxá: Tamanduel e Lobato, e dos autores Alexandre de Sousa (português), Beto Junqueyra, Bianca Santana, Carlos Seabra (luso-brasileiro), Fernanda Takai, Eloar Guazzelli, Jô Oliveira, José Santos, Leo Cunha, Lucrécia Leite, Marco Haurélio, Marlette Menezes, Paula Pimenta, Salatiel Silva, Selma Maria, Silvio Costta e Tiago de Melo Andrade.

Além disso, pela primeira vez o festival contou com um espaço dedicado à cidade de Dona Beja. O “Espaço Araxá Terra das Letras”, que teve como patrono o escritor Dirceu Ferreira. Nele, autores e intelectuais da cidade, como Luiz Humberto França, Canarinho, Rafael Nolli, Cassio Amaral, Mara Senna, Heleno Alvares, Rodrigo Feres, Dirceu Ferreira, Marlette Menezes, Wagner Matias, Joubert Amaral, Liria Porto, Paulo Henrique Bragança, Lucas Matheus de Souza, César Campos, Vinicius Silva, Glaura Teixeira Nogueira Lima, Annette Akel, Bruno Riffel, João Batista Sena da Costa, José Otávio Lemos e seu filho Pedro, Grupo Fratelo, Fernanda de Oliveira, Augusto Rodrigues, Pedro Gontijo, Fernando Braga, Eduardo Maia, Glayer França Jordão e Armando de Angelis, participaram de uma programação especial.

O público também aprendeu com as oficinas durante todos os dias de evento. O Museu dos Brinquedos ensinou a criançada como fazer brinquedos de países de língua portuguesa, como por exemplo, a peteca feita com jornal, papel celofane e gominha. Isabela Noronha ministrou “A Escuta na Literatura”.  Guazzelli ensinou os participantes como elaborar um desenho profissional para livros e adaptações em quadrinhos. Carlos Seabra mostrou como criar microcontos e Marco Haurélio sobre a escrita em cordel para adultos e crianças. Marcia Tiburi ministrou “Escrita Criativa”, ela ensinou como escrever para os diversos gêneros literários. E Paulo Scott mostrou “A Técnica do Conto”. Na oficina os participantes aprenderam as técnicas e leituras relacionadas à escrita de narrativas curtas de ficção.

O Senac também proporcionou atividades para crianças, jovens e adultos durante o evento. Teve chefe de cozinha ensinando a fazer docinho de festa, massagem facial, escultura com balão, caricaturas do público presente, e grafite ao vivo.

Bruce Gomlevsky encenou “Uma Ilíada” no Cine Teatro Tiradentes. Sozinho no palco, ele reviveu a tradição dos antigos contadores de histórias em texto que narra a Guerra de Tróia. A montagem é uma adaptação do texto AnIliad, da diretora e do ator americanos Lisa Peterson e Denis O’Hare. O texto original é considerado uma das mais importantes obras literárias mundiais e a “obra fundadora” da literatura ocidental.

Outro destaque nesse VI Fliaraxá foi o espaço de gastronomia, que harmonizou comidas com cervejas especiais. O local também recebeu um chef português que preparou pratos típicos de seu país. Enquanto os frequentadores saboreavam as delícias oferecidas pelos 25 expositores da área, eles assistiram aos shows trazidos pelo festival. O palco recebeu Pato Fu, João Donato, Porcas Borboletas, Duelo de Mc’s, Grupo Arachoro, Trio Rivas, Celso Adolfo, Coladera, Vinith, Beatles para Crianças e outros.

O Fliaraxá é apresentado pelo Ministério da Cultura e Circuito CBMM de Cultura. Todas as atividades têm acesso livre graças à Lei Rouanet (Lei Federal de Incentivo à Cultura), com o apoio cultural do Itaú e da Fundação Roberto Marinho. A realização é da Associação Cultural Sempre Um Papo.

Anos anteriores

O Fliaraxá é realizado no município mineiro, desde 2012. A primeira edição teve como tema “Juventude e Experiência” com a presença de 25 autores, reunindo 6 mil pessoas. Em 2013, com o tema “A Viagem na Literatura”, a segunda edição recebeu 44 autores e público de 8 mil pessoas. O terceiro evento, em 2014, com o tema “Leitura para um Mundo Melhor” somou 11 mil pessoas e presença de 39 autores. Em 2015, em sua quarta edição, o tema foi “Imagina o Livro. Imagina a Cidade”, contou com 60 autores e 15 mil expectadores. E, ano passado, na quinta edição, 16.732 mil pessoas participaram do festival, além de 70 convidados. Mais de 100 mil livros foram comercializados na livraria do Fliaraxá, durante os dias do evento, nestas cinco edições. Desde a primeira edição, é realizado um concurso que premia, em dinheiro, as cinco melhores redações de alunos das escolas da cidade, denominado Prêmio de Redação Maria Amália Dumont.


Circo de Dois arma picadeiro em Araxá em novembro

13/novembro/2017 14:48

Através da lei federal de incentivo à Cultura, patrocínio da Fundação Rio Branco o projeto TRI CICLO Espetáculos realiza cinco apresentações da Cia Pé de Chinelo em Araxá no último final de semana de novembro de 2017. São quatro shows de circo, em instituições de ensino, e uma oficina que mergulha no universo do palhaço.

Quinta e sexta feira, ou melhor, 23 e 24 de novembro são as datas selecionadas para o Circo de Dois tem como protagonista a palhaça Jirda e o parceiro Bisgoio, que convocam o público para fazer o maior espetáculo de todos os tempos. Porém eles conseguem inverter a consagração em um fiasco. No número tem de tudo um pouco, porém a grande periculosidade, misturada com malabarismo e muita música, vai por água abaixo. Nessa arruaça ela quer fazer e ele ajudar. As crianças das instituições de ensino particular e privada vão descobrir se isso vai prestar.

Essa trupe de renome pousa no dia 23 de novembro, no Colégio Sesc e no ginásio da Escola Estadual Rotary e na sexta feira (24/11), no ginásio do Colégio Dom Bosco.

A TRI CICLO Produções, de Lívia Ferolla e Cynthia Verçosa, é quem realiza o projeto TRI CICLO Espetáculos, desde 2011. As mais de 80 atrações já pisaram em palcos de Araxá, Sacramento, Salitre de Minas e Uberaba. Este ano já alcançou público superior a 12 mil pessoas. E planeja ter um novo recorde de espectadores na Terra de Beja, com o patrocínio da Fundação Rio Branco.

“Direcionar ações e espetáculos para escolas é formar um público cultural para projetos futuros. As crianças em contato com a Cultura e a Arte com certeza serão adultos apreciadores e formadores de opinião”, declara Cynthia Verçosa, diretora artística do projeto TRI CICLO Espetáculos.

A manhã de sábado, 25 de novembro, é a data oportuna para os futuros palhaços se aprimorarem. Na oficina “Estado-Palhaço” os artistas fazem um mergulho no universo do palhaço, permitindo que os participantes possam, individualmente, conhecer mais a fundo o próprio ridículo, permitindo o jogo da relação com o mundo, objetos, pessoas e público. Na oportunidade os participantes terão um encontro cômico com o corpo e tudo que está em volta.

Os interessados em compor esse grupo de fábrica de alegrias já pode inscrever, através do site do projeto www.tricicloespetaculos.com.br. As vagas são limitadas, e entre os pré requisitos está a idade, a partir de 16 anos. O local será na rua Wantuir Batista da Costa, 54, bairro Vila João Ribeiro.

CIA PÉ DE CHINELO

Formada pela iniciativa de Neto Donegá (Palhaço Bisgoio), atuante nessa arte há 14 anos, e Luciana Donegá (Palhaça Jirda), a Cia Pé de Chinelo é estruturada na linguagem cômica, tendo como instrumento de comunicação palhaçaria. Com o extenso currículo os espetáculos tem características próprias, transmitindo conhecimento divertindo, tanto o público. Na programação dos grandes festivais brasileiro, tem recebido críticas positivas sobre o trabalho desenvolvido, consequência disso são as indicações e premiações em diversas categorias. Sendo ecléticos nos locais propostos para apresentação deu um novo passo nessa jornada há dois anos, quando participaram do longa metragem americano “Benjy Lucas”, que será lançado em 2017. No currículo contemplam também viagens por todos os cantos do país com espetáculos, oficinas, intervenções e contação de história.


Agenda Cultural: confira as opções para o feriado de finados e fim de semana

02/novembro/2017 12:08

O Diário Sintonia fez uma lista dos eventos culturais que acontecem no feriado e neste fim de semana em Araxá. Veja abaixo informações sobre shows, festas e espetáculos:

02/11/17 – QUINTA
GIRASSOL – Os Balla – 12h
VILLA UNIVERSITÁRIA – Louco Por Você + DJ Fabrício Cândido – 18h
SHOPPING BOULEVARD – José Neto & Giovani – 20h
BOSSA NOVA – Claudinho e Banda – 20h30
ROTA RETRÔ – Alexandre Francisco – 21h
LIBERTAS BAR – Rebeca E A Fórmula – 22h

03/11/17 – SEXTA
SHOPPING BOULEVARD – Nega Acústico – 20h
GIRASSOL – Mayara Gil, Ki-Samba – 20h
BOSSA NOVA – Claudinho Especial – 20h30
OWL’S PUB – Rebeca E A Fórmula – 21h
ROTA RETRÔ – Camila Rocha & Rafael Araújo (MPB/Pop/Rock) – 21h
FILOMENA CERVEJARIA – Ricardo & Leonardo – 21h
VILLA UNIVERSITÁRIA – Baile do Inferninho – 23h

04/11/17 – SÁBADO
TAUÁ GRANDE HOTEL – Peça “Violetas na Janela” com Ana Rosa – seções 18h30 e 21h
SHOPPING BOULEVARD – Joel & Luciano – 20h
BOSSA NOVA – Bráulio e Leonídio – 20h30
OWL’S PUB – Banda de Garagem – 21h
FILOMENA CERVEJARIA – Duo Voz & Piano, Juliana Borges e Pedro França – 21h
ROTA RETRÔ – Dom Quixote (Rock nacional e internacional) – 21h
LIBERTAS BAR – Tico Santa Cruz, Outrora 013, MC’s Dunada – 22h
VILLA UNIVERSITÁRIA – Bagagem Music – 23h

05/11/17 – DOMINGO
GIRASSOL – Banda Vinith – 12h


Atriz Ana Rosa apresenta espetáculo espírita “Violetas na Janela” em Araxá

31/outubro/2017 13:24

O espetáculo espírita “Violetas na Janela”, estrelado pela atriz Ana Rosa, desembarca em Araxá neste final de semana. Realizada pelo produtor cultural Sílvio Ferreira, a montagem contará com sessões no próximo sábado (4 de novembro), às 18h30 e às 21h, no Tauá Grande Hotel.

Vinte atores que se revezam em cena na peça Violetas na Janela, que é uma montagem baseada no livro homônimo de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho. Adaptada para o teatro por Ana Rosa e dirigida pela mesma com o ator Guilherme Correa. A peça trata da vida após a morte a partir do desencarne de Patrícia, tudo com uma leveza e toques de humor que se encarregam de dar graça ao espetáculo. A trilha sonora foi composta especialmente por Claudio Suisso.

Ana Rosa, que estrela o espetáculo, faz parte da história da dramaturgia brasileira. Ela esá inclusive no Guiness Book como a atriz que mais participou de novelas, como protagonista, coadjuvante ou participações especiais.

“O homem continua sua busca incessante no sentido de ampliar sua capacidade de percepção e atingir sua unidade básica, pessoal e direta com Deus. Nunca um número tão grande de pessoas buscou tantas alternativas ou se interessou por experiências místicas e espirituais como agora. Estamos em plena era da revolução da consciência.

O conhecimento e a prática das religiões orientais e ocidentais é uma realidade. Até mesmo a Ciência procura explicação para fenômenos espirituais através da parapsicologia e da própria psicologia. A literatura é pródiga em técnicas de terapia de regressão a vidas passadas, cura quântica, cura holística, memória holográfica, meditação transcendental, viagens astrais, experiências de quase morte, etc…

Quem de nós já não passou pela dor da perda de uma pessoa querida e não se sentiu compelido a refletir sobre a existência da vida após a morte? Violetas na Janela mostra com simplicidade as experiências de Patrícia, uma garota que desencarnou aos dezenove anos e acordou numa Colônia Espiritual onde a vida continua. Fala de suas descobertas, dúvidas, necessidades, da busca pelo auto conhecimento, seus receios, afetos, seus amores. Uma Colônia onde há hospitais, escolas, teatros, meios de transporte, bibliotecas, onde a tecnologia avançada convive em harmonia com a natureza, os homens, os animais. Um lugar onde é respeitado o livre arbítrio e a justiça reinante é a do amor.

Mas, no nosso Universo infinito também existem outros lugares mais e menos felizes. Para qual deles nós iremos após a morte do corpo, só depende de nós mesmos; do que e de como estamos fazendo aqui e agora” conclui a atriz Ana Rosa sobre a temática do espetáculo.

Serviço

Data: 4 de novembro – sábado

Sessões: 18h30 e 21h

Local:  Tauá Grande Hotel (R. Águas do Araxá, s/n – Barreiro, Araxá – MG)

Classificação: Livre

Ingressos:

R$ 80 (inteira) | R$ 40 (meia)


Músicos de Araxá ensaiam para o encontro Mil Violas 2017

20/setembro/2017 15:17

Com apoio da FCCB, eventos ocorrem de 25 de setembro a 3 de outubro. Ação de encerramento será realizada em Uberlândia com foco no Livro dos Recordes.

A Fundação Cultural Calmon Barreto apoia a participação dos violeiros de Araxá no MIL VIOLAS 2017, que deverá reunir este ano mais de 1 mil participantes em Uberlândia, vindos de todos os lugares do Brasil, a fim de incluir o evento no Livro dos Recordes como a Maior Orquestra de Viola Caipira do Mundo.

Em Araxá, os ENSAIÕES com os violeiros da cidade – abertos ao público – acontecerão dia 25 de setembro e dia 3 de outubro, na escadaria em frente à Fundação Cultural Calmon Barreto, às 19:30 horas; e dias 10 e 17 de outubro, na plataforma da Árvore dos Enforcados, às 19:30 horas, em frente ao Centro de Referência da Cultura Negra. O primeiro ENSAIÃO de Araxá, dia 25 de setembro, contará com a presença do famoso violeiro Tarcísio Manuvei, organizador do grande evento.

O MIL VIOLAS busca reunir um coletivo de pessoas de diferentes trajetórias, vindas de todos os lugares do país, mas com uma paixão em comum:  A VIOLA CAIPIRA, com a finalidade de formar a Maior Orquestra de Viola Caipira do Mundo, e assim fazer parte do Guinness World Records – Livro dos Recordes – que ainda não tem nenhum registro de um Encontro de Violeiros.

SOBRE O EVENTO

Denominado de Ação de Encerramento do MIL VIOLAS 2017, o evento bienal será realizado dia 28 de outubro, das 16 às 22h, na Arena Multiuso Presidente Tancredo Neves – Ginásio Sabiazinho – na avenida Anselmo Alves dos Santos, 3415, bairro Santa Mônica, em Uberlândia. Antes do evento principal, os organizadores fazem vários ensaios em suas cidades para divulgar o evento e convidar violeiros a participar.

As músicas executadas no Grande Dia, serão: Beijinho Doce; Boiadeiro Errante; Chora Viola; Hino de Reis; Meu Reino; Saudade de Minha Terra; Vide Viola.

INSCRIÇÕES

A Ação de Encerramento do MIL VIOLAS é voltada para qualquer pessoa que toque viola caipira. A idade mínima para participação é a partir de 10 anos desde que tenha autorização e acompanhamento do pai, mãe ou responsável legal. Podem se inscrever pessoas que residam em qualquer município brasileiro. O período de inscrição é de 14 de agosto a 15 de outubro de 2017, exclusivamente pelo Site www.milviolas.com.br. A inscrição é gratuita.

Serão disponibilizados 1.050 lugares para participação da Maior Orquestra de Viola Caipira do Mundo. As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição. Pessoas, mesmo que inscritas e credenciadas, não poderão participar da Ação de Encerramento do MIL VIOLAS 2017 portanto violões, ou qualquer outro instrumento que não seja a VILA CAIPIRA de 10 cordas.

Além de participar de um dos momentos mais grandiosos para viola caipira brasileira, os participantes ganham um kit lanche e uma camiseta do evento.


27ª edição da Tocata acontece no Museu Calmon Barreto na segunda (18)

15/setembro/2017 17:16

Apresentação musical será executada pela pianista Maria Ângela de Azevedo Bittar.

A pianista Maria Ângela de Azevedo Bittar apresenta a 27ª edição da Tocata na próxima segunda-feira, 18, às 20 horas, no Museu Calmon Barreto. Instituído em 11 de setembro de 1995 através da Lei n° 3.039, o Dia da Tocata é comemorado anualmente sempre na data de 18 de setembro com músicos de Araxá, de outras cidades e estados. Nesta edição, os convidados especiais são a pianista Titina e a cantora Lara Ribeiro Machado, além do Grupo Sambrasil, Haroldo J e profissionais da Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo.

Tocata é um movimento musical dos ensaios à tardinha no casarão do Maestro Elias Porfírio de Azevedo, quando os irmãos se reuniam e tocavam horas seguidas para o público presente na calçada da Avenida Antônio Carlos em meados dos anos 1920 a 1965.  O evento, realizado pelo Ministério da Cultura e a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), faz parte do calendário oficial de comemorações sociais e culturais do município.

Apresentação

Maria Ângela de Azevedo Bittar é uma artista que não deixa o tempo apagar suas raízes e a tradição de sua família. Nascida em Araxá, iniciou cedo os estudos de piano com a Professora Jupira Maciel. Em 2013 lançou o CD “Maria Ângela ao piano”. Há 27 anos mantêm viva a tradição musical da família, promovendo, anualmente, em sua cidade natal, a “Tocata”, em homenagem ao seu avô, Maestro Elias Porfírio de Azevedo.


GrupoPontapé de Uberlândia apresentará dois espetáculos em Araxá

12/setembro/2017 16:20

Araxaenses poderão conferir as peças “Balaio Popular” e “Por de Dentro”, que marcou os 20 anos da trupe.

Araxá recebe no fim de semana dois grandes trabalhos do Grupontapé de Teatro de Uberlândia-MG. No sábado, dia 16/09, às 20 horas, o palco do Teatro Municipal receberá a peça “Por de Dentro”, trabalho que marcou os 20 anos de estrada do Grupo. No domingo (17/09), às 9h30, a trupe estará no Barreiro, na Rua Águas de Araxá, para apresentar o tradicional espetáculo “Balaio Popular”. As apresentações serão abertas ao público, de acordo com a classificação indicativa.

Segundo uma das diretoras do Grupo, Katia Bizinotto, a apresentação do Grupontapé na cidade de Araxá faz parte dos projetos de circulação e manutenção do Grupo, por meio das Leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura. “A circulação tem o intuito de democratizar o acesso à cultura e às artes levando para as cidades espetáculos do repertório do Grupontapé, de forma acessível e, neste caso, totalmente gratuita”, comenta.

Por meio desse projeto, o Grupontapé já passou por várias cidades de Minas Gerais e também do interior de São Paulo. Em 2016, os municípios contemplados foram Uberaba, Ituiutaba, São João Del Rei, Nova Granada e São José dos Campos. Já, em 2017, o Grupo passou por Araguari, Leme, Tupaciguara e agora Araxá. “Ainda temos previsão de circular com nossos espetáculos este ano por diversas cidades como Pirapora, Belo Horizonte e Sete Lagoas”, adianta Bizinotto.

Balaio Popular

De forma simples e lúdica, o espetáculo é um convite para a valorização das raízes. A peça Balaio Popular resgata a arte de contar histórias e traz lendas, parlendas, brincadeiras infantis, provérbios, jogos de adivinhação e cantigas populares que perduram de geração em geração. Ao mesmo tempo que contagia e surpreende o público infantil, a peça emociona os adultos ao cultivar suas memórias. A censura é livre.

Por de Dentro

“Por de Dentro” é um espetáculo inspirado no universo roseano. É um mergulho na ancestralidade do homem de Minas Gerais, com seus anseios, desejos, idiossincrasias e visões de mundo. Com bom humor e poesia, seis atores se revezam entre personagens e narradores, contando histórias de um universo rural particular e que traz em si a universalidade de questões existenciais ligadas ao amor, ao sexo, à existência, à dualidade entre homem e mulher, à relação do homem com a natureza.

A indicação é para o público acima dos 14 anos de idade.


Araxá recebe projeto Rua de Lazer com diversas atividades gratuitas no feriado

06/setembro/2017 16:47

O Sesc e Senac trazem à Araxá uma diversificada programação com a Rua de Lazer, nesta quinta-feira (7/9). As atividades são gratuitas e serão realizadas na Praça Arthur Bernardes, no Centro, das 10h às 14h.

O público poderá brincar e se divertir com a cama elástica, jogos, Espaço Kids e oficinas. Além disso, terá apresentação artística com a equipe de recreadores do Sesc no Caminhão Palco.

A Rua de Lazer em Araxá conta com o apoio do Sindicato do Comércio (Sindcomércio) e da Prefeitura.

SERVIÇO

Rua de Lazer em Araxá

Data: 7/9 (quinta-feira)

Horário: das 10h às 14h

Local: Praça Arthur Bernardes, Centro.

Entrada e atividades gratuitas.

Informações para o público: (34) 3201-8100


Confira os vencedores da 17ª do Dançaraxá realizado em agosto

31/agosto/2017 18:46

Organização divulgou nesta quarta-feira (30) os vencedores da 17º edição do Dançaraxá. Grupos de dança de Contagem, Belo Horizonte e Porto Ferreira conquistaram o prêmio no festival  realizado em Araxá no dia 11 de agosto.

Ainda conforme os organizadores, mais de 1,7 mil dançarinos, de 37 cidades em vários estados participaram da edição 2017, com público estimado em 8 mil pessoas. Foram quatro categorias vencedoras, com prêmios em dinheiro. Neste ano, o Dançaraxá teve sua entrada totalmente gratuita, com doação de alimento para duas instituições beneficentes da cidade.

O festival de dança tem como objetivo promover a diversidade cultura da arte da dança. As modalidades apresentadas foram neste ano foram balé clássico, balé clássico de repertório, jazz, moderno, sapateado e danças urbanas.

Confira os ganhadores do festival:

Melhor Grupo – Studio Ello de Dança de Porto Ferreira (SP)
Prêmio: R$ 4 mil

Melhor bailarino – Breno Willian de Belo Horizonte (MG)
Prêmio: R$ 1,3 mil

Melhor bailarina – Débora Samarino de Contagem (MG)
Prêmio: R$ 1 mil

Grupo Destaque – Pas de Quatre Centro de Dança de Contagem (MG)
Prêmio: R$ 700



Agropecuária
Cidade
Economia
Educação
Entretenimento
Esporte
Mercado de Trabalho
Moda/Beleza
Plantão Policial
Plantão Sintonia
Polícia
Política
Região
Saúde/Bem Estar
Segurança pública
Sem categoria
Tecnologia
TV Sintonia

Enquete
Tempo em Araxá

Você é contra ou a favor do fim do horário de verão?

Ver Resultado

Carregando ... Carregando ...

Copyright © 2015 Rede Sintonia
R. Dom José Gaspar, 187, Araxá - MG, 38183-188, Brasil
+55 34 3662-9999