Diário Sintonia
Educação empreendedora é trabalhada em escolas municipais
Por janainasilva
26 de novembro de 2018

Alunos recebem orientações sobre planejamento, economia e uso racional do dinheiro

 

Uma pizzaria completa em pleno refeitório. Escola movimentada, alunos prontos para divulgar os trabalhos desenvolvidos e vender os produtos confeccionados através do projeto de Educação Empreendedora. A iniciativa da secretaria municipal de educação e Sebrae alcança 3.700 estudantes de 7 a 15 anos, das instituições de ensino do município, estendido até as unidades da zona rural.

 

No segundo ano de realização do projeto o objetivo é levar ao conhecimento dos alunos uma forma de utilizarem a educação empreendedora na vida deles. “O primeiro ano foi proveitoso, a maioria das escolas desenvolveu projetos, compraram materiais, confeccionaram, venderam produtos e com o lucro planejaram passeios ou festa de fim de ano para os formandos. O aluno aprende lidar com dinheiro. É muito importante para ter noção de empreendedorismo, saber de onde vem o dinheiro, fazer economia, saber como gastar e o que terá de lucro”, diz a coordenadora Vanessa.

 

Tem escola na zona rural plantando mandioca, outra faz compotas, trabalha com plantas medicinais, tudo aproveitando as coisas da região em que as escolas funcionam. O Oratório Nossa Senhora Auxiliadora utilizou a pizza como ponto de estudo, da história, matemática, português, todas as matérias tiveram o tema como referência. “O dinheiro arrecadado com a venda das pizzas será destinado para compra de um notebook para a sala de informática”, conta a diretora do Oratório Adriana Augusto Domingues Medeiros.

A aluna Regiane Rainara Alves de Oliveira, tem 10 anos, diz que soube muitas coisas sobre pizza, o que mais chamou a atenção dela foi saber que o alimento é tradição em outros lugares do mundo. “A fração dos pedaços de pizza foi outra coisa que eu gostei muito”.