Diário Sintonia
Mineradoras fazem nova simulação de emergência de barragens
Por Janaina Silva
2 de dezembro de 2019

 

A ação, que cumpre exigências da legislação vigente, será coordenada pelo Corpo de Bombeiros de Araxá e acontece nesta quarta-feira, 04/12, e na quinta-feira, 05 de dezembro nas duas mineradoras instaladas na cidade: Mosaic e CBMM. O simulado de emergência de barragens acontecerá das 13h30 às 15h30, ação que tem caráter preventivo e possibilitará a avaliação de eficácia do Plano de Ação de Emergência – PAE, através da verificação da audibilidade do sistema sonoro de alertas, do monitoramento do tempo necessário para evacuação de pessoas que eventualmente estejam presentes na Zona de Autossalvamento – ZAS e da medição de tempo de deslocamento das entidades de proteção e defesa civil, para atendimento à emergência.

 

A ZAS abrange os primeiros 10 quilômetros a jusante das barragens, localizada na região do Pirapitinga, a qual não contempla a área urbana de Araxá e nenhuma moradia ou edificação industrial habitada. As atividades serão realizadas na estrada vicinal de acesso à Argenita – área contemplada na ZAS – sem impacto no perímetro urbano de Araxá. Na ocasião, ocorrerá o acionamento do sistema de alerta sonoro e orientação às pessoas em trânsito, para início do simulado.

 

Os exercícios serão coordenados pela 2ª Companhia de Corpo de Bombeiros Militar de Araxá, através do Posto de Comando Integrado, contando também com a participação ativa da Polícia Militar Rodoviária Estadual, Policia Militar de Araxá, equipe técnica da CBMM, moradores e funcionários das fazendas próximas à ZAS e possíveis passantes, no momento do simulado.

 

A Mosaic Fertilizantes realizará teste de funcionamento das sirenes da unidade de Araxá, e está devidamente alinhada com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros. A mensagem “Atenção! Este é um teste da sirene do sistema de alarme” poderá ser veiculada a qualquer momento a partir das 8h nos dias 04/12 e 05/12. As estruturas instaladas contemplam as comunidades Capivara, Córrego do Sal, Barreiro e Barreirinho. A empresa reitera que não há qualquer risco iminente, portanto, as pessoas não precisarão deixar suas casas. O sistema de alerta sonoro é preventivo e visa garantir a segurança da comunidade em caso de emergência.