Diário Sintonia
PCMG lança clipe contra abuso e exploração sexual infanto-juvenil
Por Janaina Silva
20 de novembro de 2020

 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) lançou o clipe da música “Ninguém mexe comigo”. A ação marca o Dia Internacional de Prevenção à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. A iniciativa reuniu servidores músicos de diversos departamentos da PCMG, com o objetivo de divulgar o canal de denúncia Disque 100 e incentivar as vítimas a buscarem ajuda. “Ninguém mexe comigo”, da compositora Bruna Caram, foi um pedido para o perfil de Instagram de mesmo nome, criado por uma ativista que busca o fim da violência contra crianças e adolescentes. A Polícia Civil mineira fez contato com a responsável pelo perfil e teve a autorização para interpretar e gravar a música, e, assim, participar do desafio proposto: ensinar às crianças a procurar apoio – “Gritar, correr, contar ou discar 100”.

 

A iniciativa é da Divisão Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad). O clipe, gravado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), teve também a participação dos filhos dos servidores do Departamento de Investigação, Orientação e proteção à Família (Defam).

 

Coordenados pela chefe da Dopcad, delegada Elenice Cristine Batista Ferreira, participam do vídeo: a técnico assistente da Polícia Civil e vocalista, Fernanda Resende (Departamento de Trânsito de Minas Gerais); o perito criminal e baterista, André Godoy (Instituto de Criminalística); a investigadora e violinista Patrícia Diniz (Departamento de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio); o investigador e saxofonista, Paulo Regis, e a investigadora e pianista, Ana Christina Aguiar (1º Departamento de Polícia Civil); o investigador e responsável pela produção e mixagem, Douglas Santiago, e a analista de Comunicação e produtora, Maria Raquel Melquiades (Departamento de Investigação, Orientação e Proteção à Família); e o investigador Denis Araújo, imagens e edição, lotado na Assessoria de Comunicação da PCMG. O projeto contou ainda com a colaboração do baixista Tiago Godoy.