Diário Sintonia
Solatio anuncia investimento de R$ 21 bi em MG
Por Janaina Silva
2 de agosto de 2019

Desenvolvedora de projetos solares amplia atuação no estado

 

Ao todo, 10 cidades mineiras serão contempladas com a instalação de usinas, dentre elas, Araxá, Coromandel, Várzea da Palma, Janaúba, Arinos, Francisco Sá e Buritizeiro. A definição aconteceu em reunião com o governador Romeu Zema, e o presidente da Solatio, Pedro Vaquer, quando anunciaram nesta semana, o investimento de R$ 21 bilhões até 2023 em usinas fotovoltaicas no estado. Do valor anunciado, a empresa espanhola garante que R$ 2,5 bilhões já são investimentos consolidados em MG, referentes a 782 megawatts. O restante do investimento será destinado à produção de 6.430 MW nas usinas anunciadas para os próximos 04 anos. Este valor equivale, ainda segundo dados da empresa, à potência da usina de Itaipu.

 

Pedro Vaquer afirmou ao governador Romeu Zema que cerca de 70% do projeto será concluído até o fim de 2022. Os outros 30% estão programados para 2023. “São contratos que não precisam de leilão do governo por serem energia contratada no mercado livre”, disse, garantindo que parte dos projetos serão iniciados até dezembro de 2019. Romeu Zema diz ser com muita satisfação que recebeu este anúncio, uma vez que volta os esforços para fazer Minas Gerais retomar o protagonismo na geração de emprego. “Um governo diferente é o que atrai investimentos, gera empregos e faz um estado eficiente. É para isso que estamos trabalhando em Minas Gerais”, afirmou o governador, durante o encontro.

 

Minas lidera a geração de energia solar no Brasil

O alto índice de radiação solar tem sido fator decisivo para o impulsionamento da produção de energia renovável em MG. No momento em que o estado busca alternativas para a diversificação econômica, a produção fotovoltaica é vista como atividade estratégica para o desenvolvimento econômico, social e sustentável, especialmente pelas possibilidades de inovação tecnológica, geração de emprego e redução de impactos ambientais. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o ranking nacional de geração distribuída é liderado por MG, tem potencial instalado de 173,9 MW, o que representa 18,9% de participação na produção nacional.