Diário Sintonia
Delegacia humaniza forma de escutar vítimas de violência
Por Janaina Silva
19 de junho de 2019

Projeto teve segunda edição iniciada

 

Delegacia Humanizada é o nome do projeto que busca dar uma escuta mais acolhedora a crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual na cidade de Araxá, realizado pelo segundo ano consecutivo. Idealizado pelo Conselho Municipal de Segurança Pública, Consep, é desenvolvido através de recursos do Fundo da Infância e Juventude. A cerimônia que marcou o início das atividades aconteceu na noite de terça-feira (18/06) no auditório da Acia, Associação Comercial e Industrial de Araxá.

 

Nesta segunda edição da iniciativa em Araxá uma equipe multidisciplinar auxilia os policiais civis no acolhimento de crianças, vítimas de violência, e tem um horário de atendimento diferente da Delegacia de Proteção à Família, com plantões noturnos.

 

Na primeira edição do projeto foram realizados 438 procedimentos, onde 184 desse total foram de escutas especializadas, 101 de acolhimentos e orientação, 24 de visitas domiciliares, 18 com suporte em oitivas, e 34 contatos com a rede de proteção. A delegada que coordena toda a equipe, Paula Lobo Rios Dib, explica que agora haverá mais envolvimento com as famílias. “Nós já ouvíamos os familiares das crianças e dos adolescentes que foram vítimas, mas o trabalho com eles será intensificado”, disse.

 

A maioria dos casos ocorre com as meninas. A violência sexual é a quarta violação mais frequente entre crianças e adolescentes de 0 a 17 anos.