Diário Sintonia
Segundo dia do 10º Projeto Tri Ciclo Espetáculos de cronograma nas instituições
Por Caio César Aureliano
17 de maio de 2022

Foto: Divulgação

O grupo Maria Cutia chega às instituições nesta terça-feira, 17 de maio, no segundo dia do espetáculo brincante “Na Roda” em Araxá. Ao todo serão onze apresentações dos artistas na cidade, até o próximo sábado, 21 de maio. Misturando linguagens de palhaçaria popular, máscaras expressivas e música-em-cena, a peça será apresentada aos internos do Lar Ebenézer e na quadra da Escola Municipal Benedito de Paula Filho, no bairro Jardim das Oliveiras, na tarde de hoje. Toda a programação é gratuita com classificação livre. Uma adaptação é feita pelos atores brincantes que tocam, cantam e contam histórias musicadas em intenso diálogo com o público, seja de residentes no lar de idosos ou para a criançada.

Nesta 10ª edição do projeto TRI CICLO Espetáculos a atração para escolas e instituições foi projetada com intuito de oferecer aprendizado em forma de brincadeira ao público. Peça do grupo de Belo Horizonte já foi vista por mais de 100 mil pessoas no Brasil e outros cinco países.

No terceiro dia da programação tem apresentações na Apae e na quadra entre o Cemei Querobina Gomes Borges e a Escola Municipal Agar de Affonseca e Silva, do bairro Pão de Açúcar IV.

Foto: Divulgação

Abertura

Na segunda-feira, 16, a programação da décima edição do projeto foi iniciada com dobradinha da peça “Na Roda” no CDH – Centro de Desenvolvimento Humano, da CBMM, assistido por crianças dos períodos da manhã e tarde na instituição de ensino localizada no bairro Área II.

“Uma apresentação como essa adiciona na vida cotidiana, na forma de interação social, inclusive nos atributos de aprendizagem, alfabetização e letramento. Com essas interações as crianças começam a assimilar questões como ritmo, contextos sociais, que trazem uma efetivação para a vida em sala de aula e também em casa, no dia a dia”, relata a professora no CDH, Helida Aparecida Borges.

Na plateia, alunos da pré-escola divertiram e aprenderam com o repertório de canções colhido no Vale do Jequitinhonha e norte de Minas Gerais.

A assistente de bibliotecária, que acompanhou as duas apresentações, descreve como uma apresentação cultural agrega às crianças. “Assim a gente consegue promover e incentivar o acesso à cultura das crianças e a interação que eles têm com os outros. O dinamismo que tem ali no meio da peça incentiva os meninos com essa ação cultural, e eles ficam interessados. Em casa eles disseminam tudo o que aprenderam aqui na escola, contam como que foi e isso acaba que a gente leva além das crianças esse incentivo para os familiares também”, disse Luiza Graziela Natal Fernandes Souza.

Foto: Divulgação

O que vem por aí

Os participantes da oficina Sons de Bio Rítmica com Carlos Tampa já estão aguardando as horas que terão de aprendizado. A prática será nos dias 19 e 20 de maio no Coreto da Praça Arthur Bernardes, no Centro de Araxá. Cada turma terá duas horas para aprender a tocar um instrumento de percussão e aprender pela prática de conjunto. Ritmando a marcação, condução e evolução. As inscrições encerraram no domingo, 15 de maio.

Cinquenta e sete pessoas vão integrar a oficina. Eles vão vivenciar, de forma interativa, a experiência de produzir uma onde rítmica sonora. Carlos Tampa nasceu em Goiana/PE cidade culturalmente marcada por ritmos tradicionais de Pernambuco. Atualmente reside, desde a juventude, no interior de São Paulo, em Ribeirão Preto. Tampa tem várias profissões no universo musical, além de músico é: cancioneiro popular, produtor musical, maquinista cênico e compositor.

No sábado, 21 de maio, tem apresentação de Mayron Engel (Uberaba.MG) com o teatro circense “Me Deixe Ir, Preciso Andar”. História pessoal alinhada à técnicas de circo, dança, música e teatro, com mais de 150 apresentações nas cidades mineiras de Araxá e Uberaba, e em Franca, interior de São Paulo. Nos dias 28 e 29 a programação continua em Araxá com o show de forró pé-de-serra “Borogodó” do grupo Chama Chuva no sábado (28) no Coreto da Praça Arthur Bernardes às 19 horas, e Cia. Los Circo Los com o espetáculo “Versão Brasileira” no Teatro Municipal Maximiliano Rocha, encerrando dia 29 de maio às 18h.

Sobre o projeto

O Projeto TRI CICLO Espetáculos começa a comemoração do décimo ano com a realização de 28 apresentações de música, teatro, oficinas e circo nas cidades de Araxá e Perdizes. Desde 2011 são 316 atrações apresentadas para um público de 232.247.

Com o patrocínio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) e Bem Brasil Alimentos, através da Lei de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo o 10º Projeto TRI CICLO Espetáculos é realizado em escolas, instituições, praças e teatro.